Posts Tagged ‘Cultura Africana’

h1

E assim disse Frei Beto…

março 31, 2008

“Trago no sangue uma África. O reboar de tambores, a ponta agiada de lanças, os riscos coloridos realçando a pele e, na boca, o gosto atávico dos frutos do Jardim do Éden.

Na alma, as cicatrizes abertas de tantos açoites, o grito imperial dos caçadores de gente, o balanço agônico da travessia do Atlântico e, nos porões, a morte ceifando corpos engolidos pelo mar e triturados pelos dentes afiados dos peixes.

Sou filho de Ogun e Oxalá, devoto de Iemanjá, a quem elevo as oferendas de todas as dores e cores, lágrimas e sabores, o choro inconsolável das senzalas, a carne lanhada de cordas, os pulsos e os tornozelos a ferros, a solidão da raça.Sou escravo e, no entanto, senhor de mim mesmo, pois não há ferrolho que me tranque a consciência nem moralismo que me faça encarar o corpo com os olhos da vergonha.

Tão povoado é o céu de minhas crenças, que não rejeito nem mesmo a santeria do clero.

Antes, reverencio o cavalo de São Jorge, transfiro aos altares a devoção aos meus Orixás, lanço ao rio a Virgem Negra na fé de que, entre tantas brancas, trazidas no andor do senhor de escravos, chegará o tempo em que a minha será Aparecida e, a seus pés, também os joelhos dos brancos haverão de se dobrar.

Sou liberto e, no fundo das matas recrio um espaço de liberdade, defendendo com espírito guerreiro o meu reduto de paz.

No quilombo, volto à África, resgato a força mistérica do meu idioma, celebro reisados e congadas.

Cidadão Brasileiro, ainda luto por alforria, empenhado em abolir preconceitos e discriminações, grilhões forjados na inconsistência e inconsciência dos que insistem em fazer da diferença divergência e ignoram que DEUS é também negro.”

Frei Betto
O que podemos fazer quando nosso coração escolhe o rumo de nossa vida? Podemos até lutar contra, porém, o que está escrito por Deus, ninguém pode mudar…as vezes desviamos, mas no final, acaba do jeito que ele quer! É isso ae!
Anúncios
h1

Pai Ogun

março 29, 2008
PAI OGUN

Eu pedi a Ogun, para retirar os meus vícios.
Ogun disse: Não.Eles não são para eu tirar, mas para você desistir deles.
Eu pedi a Ogun , para fazer meu filho aleijado se tornar completo.Ogun disse: Não.Seu espírito é completo, seu corpo é apenas temporário.
Eu pedi a Ogun para me dar paciência.Ogun disse, Não.Paciência é um subproduto das tribulações; Ela não é dada, é aprendida.
Eu pedi a Ogun para me dar felicidade.Ogun disse: Não.Eu dou bênçãos; Felicidade depende de você.
Eu pedi a Ogun para me livrar da dor.Ogun disse: Não.Sofrer te leva para longe do mundo e te traz para perto de mim.
Eu pedi a Ogun para fazer meu espírito crescer.Ogun disse: Não.Você deve crescer em si próprio! Mas eu te podarei para que dês frutos.
Eu pedi a Ogun todas as coisas que me fariam apreciar a vida.Ogun disse: Não.Eu te darei a vida, para que você aprecie todas as coisas.
Eu pedi a Ogun para me ajudar a AMAR os outros, como Ele me ama.Ogun disse: Ahhhh, finalmente você entendeu a idéia…
…Que Ogun abençoe a todos…